A Siesta Espanhola

Olá pessoal! Espero que vocês não tenham desistido do Dicas de Espanhol, desde março ele ficou parado e agora, mesmo com todas a atribulações do dia-a-dia, eu vou assumir a meta de aprender espanhol em 6 meses. Claro que esta meta pode ser revisada, já que o meu niño está chegando e vai precisar de muita atenção.

Hoje gostaria de esquentar as turbinas falando um pouco de um hábito Espanhol que desperta a curiosidade de todo mundo: a Siesta. O que para nós parece inconcebível, para eles é a coisa mais normal do mundo. Imagina dormir por quase 1 hora depois do almoço? Que luxo heim?

Quem anda por Barcelona ou Madri entre as 14h e 17h encontra a maioria dos estabelecimentos comerciais de portas fechadas. A exceção são as lojas de estrangeiros principalmente árabes e orientais, que não tem esse hábito. Já ouvi dizer que dá até para ouvir passarinhos cantando.

Num mundo de tanta correria será que não vale a pena viver mais devagar? Será que reduzir o ritmo durante o dia não acaba melhorando a produtividade, já que as horas trabalhadas talvez sejam mais produtivas?

Já que nós importamos tantas porcarias enlatadas e ideologias fracassadas, não seria ruim copiar a Siesta Espanhola e distribuir trabalho e descanso de um jeito mais sustentável. Até os médicos aprovam, segundo reportagem do Fantástico:

A Siesta espanhola já foi muito ameaçada pelo ritmo da vida moderna. Mas ultimamente o hábito ganhou força por recomendação dos médicos. Estudos recentes comprovam: entre 14h e 16h, o corpo humano tem uma tendência natural para dormir e isso não tem nada a ver com a comida, nem com o calor.

Uma das pesquisas, realizada na Inglaterra, concluiu que nesse horário a temperatura do corpo diminui, e o ritmo cardíaco e a pressão caem.

Por hoje é só pessoal.

Aguardo comentários!

Alessandro

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é analista de sistemas e coordenador do Fórum de Idiomas. Atualmente trabalha em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

Mostrar 27 comentários