Aprenda Espanhol assistindo propaganda

Eu acredito que para aprender um idioma é preciso vivê-lo. Por isso o aprendizado é muito efetivo quando se passa boa parte do dia em atividades que exigem a utilização da língua estudada.

Hoje eu assisti uma propaganda da EF muito interessante, na minha opinião eles foram muito felizes na produção do vídeo, de um bom gosto inquestionável.

Observem que abaixo das palavras com os dizeres, foram utilizados os símbolos fonéticos, ferramenta indispensável para quem quer ter uma pronúncia perfeita do espanhol. Conheça mais sobre os símbolos fonéticos do espanhol.

Confira o vídeo:

Assista também as versões em inglês e francês.

Aguardo comentários!

Hasta!

Alessandro

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é analista de sistemas e coordenador do Fórum de Idiomas. Atualmente trabalha em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

14 comentários

  • 03/02/11  
    Gênio diz: 1

    Realmente o vídeo é muito bom, se tratando dos pronomes e seus correspondentes usos…

  • 04/02/11  
    paula diz: 2

    Muy bueno y de óptima calidad. Gracias!

  • 04/02/11  
    elisabeth diz: 3

    GOSTEI NUITISSIMO DO CLIP.PODE MANDAR MAIS,SERAO MUITO BEM ACEITOS.OBRIGADISSIMA. GRACIAS
    ELISABETH

  • 04/02/11  
    Maria candida dos Santos Souza diz: 4

    Óptimo…Muy bueno!!!

  • 05/02/11  
    Roberta diz: 5

    Muito legal o vídeo! Mas quanto à fresa, eu a conhecia como frutilla… Será a mesma coisa? Abraços!

    • 19/04/11  
      Weliton diz:

      Si, las diferencias de los nombres son variaciones de la lengua. En argentina por ejemplo se dice frutilla!

  • 22/02/11  
    Jacinta do N. Pereira -ARARIPINA-PE diz: 6

    Boa noite Alessandro,agradeço muitíssimo as dicas de inglês e francês, por que não estou recebendo as de espanhol também?Desde janeiro que solicitei para estudar com meus netos.
    Que Deus ilumine sempre teu caminho. Abraços.

    • 02/03/11  
      Alessandro diz:

      Jacinta,

      Retomaremos as publicações em breve.

      Abraços,

  • 13/04/11  
    Ismael diz: 7

    Muy bueno.

  • 19/04/11  
    Weliton diz: 8

    Bom demais o vídeo.

  • 22/09/11  
    Jorge SSantos diz: 9

    Muy bueno! Gracias!
    Muito bom Alessandro, ja havia entrado antes no seu blog e amei o que havia visto, mas ainda nao to conseguindo aprender o tanto que eu queria.
    Poderia me da uma dica, OU informações para meu e-mail.
    Gostaria muito aprender espanhol, rapido, mas não consigo encontrar algo assim na internet.
    Por favor.
    Gracias, hasta pronto!

  • 11/10/11  
    Gilmar Silva diz: 10

    Muito legal o vídeo. O caminho para o aperfeiçoamento é vê, ouvir, escrever e falar espanhol. Muchas gracias.

  • 17/02/12  
    Gabriel Adams diz: 11

    Aprender espanhol por conta própria é perigoso justamente por cometer crimes como o que foi dito aqui nesta notícia: “para quem quer ter uma pronúncia perfeita do espanhol”. Essa é uma das lições básicas, iniciais, para quem estuda Letras e outros cursos de formação de professores de língua estrangeira: a pronúncia perfeita, na verdade, não existe, pois cada língua, por ser uma entidade viva, tem as suas diversas pronúncias e todas elas são autênticas e perfeitas. Por exemplo, o espanhol apresenta inúmeras pronúncias: o falado na Catalunha, no Chile, em Honduras, na região platense da Argentina, na região da Galícia, no México, enfim, em cada uma dessas variedades há um tipo de pronúncia, bem como de outras realidades linguísticas, como palavras específicas, construções frasais etc. E nenhuma dessas é melhor que as outras: todas são soberanas. A perfeição da pronúncia está na variedade de pronúncias! E isso acontece em todas as línguas. Além dessa observação inicial que eu gostaria de fazer, quero dizer ainda o que me motivou a escrever este comentário, complementando essa introdução: a “pronúncia perfeita” também nunca existirá se não for a sua língua materna, ou seja, um cara dos EUA pode morar 20 anos no Brasil, mas mesmo assim ele nunca falará exatamente igual a um brasileiro, e viceversa. Tive dois professores de Espanhol na graduação em Letras/Espanhol – uma peruana e um espanhol. Ambos estão no Brasil há mais de 20 anos, porém até hoje apresentam traços do espanhol quando falam o português. Portanto, meus caros, nunca se iludam: por mais que vivamos anos e anos em um país de fala hispânica, sempre seremos reconhecidos, hora ou outra, em algum detalhe da fala, pelo fato de que o espanhol não é nossa língua materna. Nativo saca gringo na hora! Aprender uma segunda língua não é desapropriar-se de sua natureza sociocultural e colocar o chip da nova língua. Nossa primeira língua adquirida está praticamente no DNA, em nossa áurea.

    Gabriel Adams
    Professor e Tradutor – Espanhol/Português
    Mestrando em Letras pela UFG
    gabrielcastelobranco@yahoo.com.br

    • 24/02/12  
      Alessandro diz:

      Oi Gabriel,

      Obrigado por compartilhar o seu conhecimento conosco. Só acho que você levou o termo “pronúncia perfeita” muito ao pé da letra, não precisa ser assim tão rigoroso.

      Volte sempre!