A pronúncia do espanhol na América Latina

Estava ensinando exatamente isso nesta semana aos meus alunos de espanhol. Há muitas variantes entre o idioma latino e ibérico, apesar de ser o mesmo. É mais ou menos como o português brasileiro e o português europeu. Mas vamos a algumas diferenças:

O espanhol que se fala na Espanha e nas Américas apresenta diferenças principalmente no léxico (vocabulário) e na fonética (pronúncia). Sendo assim, é muito comum que certas palavras tenham significados diferentes em variados países ou ainda que em alguns deles se desconheça seu significado.

Diferenças Lexicais

  • Saia (vestuário): Espanha= falda; Argentina = pollera
  • Ônibus: Espanha = autobus; Cuba = guagua; Argentina = colectivo; México = camión; Chile = liebre
  • Taxista: Espanha = taxista; México = ruletero
  • Pingado (café com leite): Espanha = cortado; Colômbia = perico; Venezuela = marroncito; etc

Há muitos outros exemplos, mas você já deve ter notado que todas essas diferenças referem-se na forma léxica e fonética.

Na parte fonética temos as diferenças básicas com as letras LL, principalmente. Na Espanha essa letra se pronúncia como o LH do português, já na Argentina, Uruguai e Chile se pronuncia como um J, por exemplo, a palavra PAELLA. Na Espanha fala-se “paelha”, e aqui na América Latina “paedja” ou “paeja” (na Argentina), entre outros exemplos mais que existem.

As diferenças básicas, então, residem no som e na entonação das mesmas palavras. Existem diferentes palavras para as mesmas coisas, principalmente substantivos, adjetivos e verbos, nessa ordem, em uma quantidade tão grande que eu não poderia relatá-las neste artigo. O língua espanhola é a lingua latina mais rica e complexa, isto sem falar do espanhol que é falado na Espanha.

Existem palavras e modismos totalmente desconhecidos de uma região para outra, coisa que provoca enormes diferenças entre várias regiões. De qualquer forma, é na Espanha que se encontra a língua espanhola em sua forma mais tradicional, mesmo quando consideramos que na Espanha o regionalismo é muito alto também.

Falando em termos internacionais, para classificar de maneira mais simples, existem 3 ou 4 correntes radicalmente diferentes uma da outra, e dentro de cada uma, mais diferenças ainda. Essas correntes são: o espanhol da Espanha, o espanhol do México e Centro América, o espanhol da Argentina e Uruguai (e parte de Chile) e o espanhol do resto da América do Sul. De toda forma, quando você estudar a língua, o professor certamente esclarecerá qual pronuncia está enfatizando.

Existem razões históricas para todas essas diferenças, mas a principal razão delas é que grande parte das línguas latinas foram originadas do povo.

Sobre o Autor: Leandro Batista leitor do DE, há cinco anos estuda espanhol.

Receba mais dicas de espanhol como esta por E-mail, Twitter, RSS feed ou Facebook. Bons estudos!

4.jpg

Autor Convidado

Este artigo foi escrito por um Autor Convidado do Dicas de Espanhol. Confira o nome do autor no rodapé do texto acima. Seja um colaborador, clique aqui e saiba como participar.

13 comentários

  • 01/11/11  
    Luisa diz: 1

    Sabe aonde eu posso encontrar mais informações sobre isso? :)

    • 01/11/11  
      Luis Henrique diz:

      Busca na ‘es.wikipedia.com’ por ‘español chileno’, ‘español cubano’, ‘español setentrional’(espanha), ‘español meridional’(espanha) ‘español colombiano’, etc… Alí verá detalhes de cada variedade de esspanhol. Eu gosto também de procurar vídeos de diferentes países no youtube.

  • 01/11/11  
    Luis Henrique diz: 2

    Parabéns!
    Muito bom o artigo, dá até para iniciar uma discussão lá no fórum sobre o ‘acento’ favorito de cada um. Eu particularmente gosto muito do colombiano.

  • 01/11/11  
    Ray diz: 3

    ES MUCH BOUEN APRENDER PALABRAS DIFERENTES EX; CORTADO> LEGAL.

  • 02/11/11  
    Rodrigo diz: 4

    Na Argentina há duas pronúncias da “letra” LL.
    Em algumas palavras como paella e calle eles pronunciam a “ll” como um J em Português. Já em outras como ella eles pronunciam a ll como um SH.

  • 04/11/11  
    Aline Martínez diz: 5

    Bem, apesar de pertencer a uma família espanhola eu não sou expert na língua e estudo espanhol uns 5 anos. Nas aulas não me lembro sinceramente de ter ouvido meus professores explicarem qual pronúncia está enfatizando, isto pelo fato de que geralmente o livro utiliza o marco de referência europeu trazendo algumas sugestões do léxico de outros países hipano-hablantes.

    Acho bacana que o estudante não se limite ao curso e explore as diferenças gramaticais e culturais desta língua apaixonante.

  • 09/11/11  
    Wagner Peixoto diz: 6

    Nunca ouvi falar que o espanhol do Chile tivesse a pronuncia igual ao espanhol da argentina para aletra LL. Aliás, pra mim é bem claro que essa pronúncia é de um X e não de um J.

    Grato pelo espaço

  • 12/11/11  
    João Paulo diz: 7

    Muito bom o post! É sempre bom mostrar aos alunos as varias variantes que tem a língua espanhola, sobretudo a confusão que muitos fazem ao ouvir ou pronunciar o som de “ll”. Na verdade, quase todo o mundo hispânico está passando por um processo chamado “yeísmo”. O som de “lh”, igual ao que temos em português, já está praticamente extinto da fala dos nativos de língua espanhola, sendo falando em algumas regiões por pessoas idosas e que vivem em zonas rurais. Em quase toda a Espanha o som de ll é pronunciado com o som de “i”. Exemplo: Calle, pronuncia /káie/, também você pode ouvir um /kádje/. Na América, os sons da letra “lh” variam entre /dj/ e /i/. /kádje/ (México, Regial central), /káie/ (Região dos andes, Perú, Bolívia) . Na região do Rio da Prata (Argentina, Uruguai), percebe-se a seguinte pronuncia ” calle” /káche/ ou até mesmo /káje/. Ou sejá há basicamente 4 formas de se pronunicar o “ll”. /káie/, /kádje/, /káche/, /káje/. Raramente você verá o “ll” ser pronunciado como o “lh” do português.

    • 14/11/11  
      Alessandro diz:

      Oi João Paulo,

      Muito obrigado por complementar o artigo com informações tão valiosas.

      Volte sempre!

  • 15/11/11  
    João Paulo diz: 8

    Volto sim! Estou cursando espanhol na UnB e já estudo espanhol há 6 anos. Sempre que puder vou contribuir com o blog. Obrigado.

    • 13/12/11  
      Cleópatra Herrera diz:

      João Paulo, vc faz licenciatura na UNB?
      Eu faço Lic. em Espanhol na ufpa e essa explicação que vc deu no seu comentario eu sempre faço para meus alunos tbm.
      Abç.

  • 11/01/12  
    Adriano diz: 9

    Olá a todos , super interessante poder ter esse espaço para tratar de um assunto como esta complexa diferença entre a pronuncia do ll e do y em espanhol, peço perdao pelos possiveis erros de grafia no meu comentário , meu teclado esta configurado em espanhol, estudo lingua espanhola aqui em Madrid , o yeísmo é muito forte em toda Andalucía , e aqui em Madrid ( onde eu vivo ) Ou seja a nao distinçao entre os fonemas ll e y ( calle y ayuda ) . Costuma-se falar que a distinçao do ll e do y esta em pronunciar a ll como se fosse lh em portugués , mas nao é bem assim , de fato até existem livros de fonética espanhola que compara esses dois fonemas . Isso acontece bastante em Catalunia , alí eles pronunciam a ll igual a lh portuguesa , porém em outras regioes como país Vasco isso nao passa, o yeísmo allí é menor , contudo a pronuncia nao chega a ser equivalente a lh da lingua portuguesa , concordo que se aproxima mas de uma pronuncia como /Káie/ porém esse fonema ll também nao se pronuncia como um I do português . Na minha opniao nao existe em lingua portuguesa um valor fonético que represente o som da ll ,( com excessao dos catalaes que possuem na lingua catalana um fonema igual ao lh português) creio que por esso motivo eles pronunciam a ll como pronunciamos a lh portuguesa, ( Eu tenho um amigo por exemplo que é Vasco e ele nao consegue falar ll como nossa lh , contudo ele nao a pronuncia como se fosse um y , ele quase nao comete o famoso yeísmo. assim creio que a forma mas aproximada de representar em lingua portuguesa o fonemma ll seria ( Káie ).

  •    
    Webmaster diz:  

    Caro leitor,

    Só é possível enviar comentários em posts publicados há no máximo 1 mês. Para perguntas sobre o assunto abordado no artigo acima envie uma mensagem em nosso fórum.

    Link do fórum: Fórum de Idiomas

    Se você nunca utilizou um fórum aprenda agora: Como utilizar o fórum.

    São mais de 5.000 membros no fórum. Garantimos que nenhuma pergunta ficará sem resposta.

    Mais informações

    - Para críticas e sugestões envie um email para alessandro [arroba] dicasdeespanhol.com.br

    - Para se tornar um colaborador clique aqui.

    Bons estudos!

    Equipe do Dicas de Espanhol